sábado, 22 de março de 2008

Nas asas da borboleta

Estavas tão triste, por isso disse-te para deixares a janela aberta, para que a luz do luar te iluminasse, para que as borboletas entrassem.
Borboletas de noite?, estranhaste tu.
Sim borboletas!
As borboletas das asas pretas que chegam à hora mágica dos sonhos. São elas as fadas que te limpam as lágrimas, que te secam a almofada. Com um sopro afastam os pesadelos. Murmuram-te ao ouvido e fazem-te cócegas nos pezinhos. Brincam à tua volta e dançam até amanhecer. São marotas e deixam um rasto de pós de perlimpimpim que te fazem espirrar de manhãzinha... Sabes agora quem são?
Sim sei, disseste tu com um sorriso…
E foste dormir, mas não sem antes abrires a janela e desejares boa noite às estrelas.

Vá, dá-me um beijinho e dorme bem que hoje as borboletas vêem visitar-te!

2 comentários:

Anônimo disse...

Que lindo texto! tens mesmo jeito!

Eu queria ser borboleta! gostava de ser minhoca para depois ser borboleta.
Queria rastejar, esconder-me quando vejo um óbstaculo, ser feia, ser cobarde e pequena como uma minhoca para depois poder ser borboleta. Uma borboleta livre, bonita, completamente outro ser vivo que ultrapassou os medos do passado.
Ser borboleta é ser nova, é ser renovada, é ser leve, ser liver, é ser o que uma minhoca quer ser.

já me senti como uma mihoca.
Já me senti suja, presa à terra, já me quis refugiar, esconder.

Hoje sinto-me uma borboleta. Às vezes ainda sou cobarde como a minhoca e tento fugir. Outras vezes levanto voo e aí vou eu. Quero ser borboleta e poder entrar na janela de alguém e levar sonhos e fantasias a quem vive pesadelos.

quero seguir o vento. quero voar bem alto e rápido mas também quero aterrar e parar no ombro de alguém. Quero pousar quando me apetece. quero voar quando preciso de me libertar da terra.

Uma amiga

Adriana disse...

Essas borboletas... Acho que essas borboletas somos cada um de nós!
Eu não te dizia?
Imagina que vais a voar numa borboleta.. Afinal, cada um de nós não tem um pouquinho essa vontade de abrir os braços e deixar-se levar, pelo ar a flutuar... Às vezes somos lagartinhas... Outras, somos belas borboletas... E que bela borboleta que me saiste!.. A minha fadinha madrinha, que quando eu tou a dormir, se transforma numa borboleta que entra nos meus sonhos e os ilumina...

O mundo de fantasia que te descrevi no outro post... Uma vez imaginei uma história que se chama "a borboleta dourada" e é exectamente uma história mágica, nesse mundo de fantasia.. Nunca a escrevi.. Talvez por ser demasiado irreal.. Mas às vezes é bom imaginar... Era uma rapariga que todas as noites tinha o mesmo sonho... sonhava com esse mundo mágico, e via uma borboleta dourada, a voar... Até que um dia descobriu que, simbolicamente, a borboleta era ela! Depois viajou até esse mundo mágico, deixando toda a tristeza, e foi muito feiz... um dia conto-te.. xD


Bem, e tou a ver que isto ultimamente é so postar! Ao contrario de mim... Tenho muitas saudadinhas tuas... ^^
Gostava de ter mais tempo pra conversar contigo... Pra te xatear com as minhas conversas tontas.. e ouvir os teus sorrisos xD
Talvez porque também estás longe, às vezes sinta vontade de falar contigo! Bem.. e gostava de ter a força que tu tens... Como todas as pessoas que aqui escrevem, dizem que te admiram, eu também te admiro, e muito!
Por isso, queria deixar-te um grande grande beijinho*
continua assim, não mudes nunca, só pra melhor ;)