quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Aqui, sou eu... eu voo!

O prof. de S dizia: "Gosto imenso de falar contigo.. Vou descobrindo particularidades que não são comuns nos jovens de hoje! Parabéns! Obrigada!"
A prof. E dizia: "Tu és louca! Admiro-te."
A prof. G dizia: "Tens uma sede de aprender imensa! Preferes o trabalho ao descanso!"
A C. dizia: "Tu és demais!"


Enfim… estes comentários iam urgindo, todos em contextos diferentes (ou tão iguais!), mas com o mesmo sentido…

E compreendi que o que eu queria era “sair”! Tinha de ir, despertar daquelas horas sem sentido, e sair!
Levar comigo uma vontade incessante de agarrar aquela estrela, senti-la com a força que trazia cá dentro.

Estava perdida na urgência de decidir partir, ou de permanecer…
… e finalmente decidi embarcar numa viagem alucinante dos sentidos. Percorri caminhos a uma velocidade sem limites e respirei o aroma que me levou até ao mais ínfimo dos lugares.
Há estradas sem fim, sei que vou ter muito mais trabalho pela frente (mas já vos repeti que não tenho medo dele! Que sou feliz asssim, aqui.. a aprender, a trabalhar!). Viajo sem rumo, vou até ao desconhecido, sem nunca alcançar o que tenho por descobrir… Paro num lugar sereno e saboreio cada momento doce. Seguro nas minhas mãos aquele pedaço de estrela que se aproxima lentamente. Guardo na minha alma o silêncio que chega até mim delicadamente. É tudo tão suave.

Deixo-me ir nessa viagem sem direcção. Sinto-me transportar para um mundo que se depara tão perto de mim. Afasto-me do que não quero, ócio, e fico mais próxima do que preciso perdidamente, aprender! Quero ir e não paro. Vou e não volto. Caminho lado a lado com as cores do arco-íris.


Ergo os braços, grito num suspiro eterno e contemplo a essência da vida.

Ao meu redor, um cenário tingido com as cores do arco íris.. A ECONOMIA, deu lugar à PSICOLOGIA :D

10 comentários:

Marco Jacinto disse...

Ainda bem que recebes esses elogios uns atrás de outros, é bom e importante pois eu conssidero que é ainda mais mutivante, embora também ache que deixa uma certa pressão de que não os podemos dezilodir...
Boa sorte, e hádes de ouvir muitos mais elogios e quaando menos esperáres..

Bjs...

Anônimo disse...

A vida é feita de viagens...
E a mais fascinante sem dúvida é a que fazemos ao nosso intímo,no fundo encontramos Deus a segredar o seu Amor por nós.
Ana Cristina

Rainbow disse...

É tão bom de vez em quando receber um elogio! :D

**Diana =) disse...

Feliz por ti!
Como é díficil optar
("Sim Rita, eu carreguei em cima da imagem e li Psicologia")-->sabes como sou cusca!!

;D
Voa bem mais alto!

Alexandre disse...

Como já referi, fico super feliz por ti.
E esses elogios foram merecidos.
Beijinho, Rita

Ritinh@ disse...

Oi Marco!

Quando somos o que somos, e não o que os outros querem que sejamos... penso que não pressão em não querer desiludir os outros! Contudo, às vezes é bem complicado.. e damos por nós a fazer as coisas sem Amor! E sem Amor, nem o maior elogio faz algum sentido!

Ritinh@ disse...

Irmã Cristina,
cada vez gosto mais de viagens, dessas viagens!

Ritinh@ disse...

Rainbow,
sim.. é sinal de que o nosso trabalho valeu a pena!
Contudo, não nos esqueçamos que muitas vezes, estamos no bom caminho e não recebmos elogios! Não vivamos à espera de elogios :D

Ritinh@ disse...

Ehehe diana!
Fogo, eu sei bem como é dificil optar!
às vezes da-me cada volta ao estomago!
Mas depois é recompensante... ver os frutos da nossa luta por aquilo que realmente queremos, aquilo que realmente somos!

Ritinh@ disse...

Oi Alexandre!

Obrigada...