segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Silêncio, por favor!

Só agora.. por favor! Só por breves instantes... SILÊNCIO!
Cada vez me apercebo mais de que há demasiado ruído à minha volta, demasiado barulho, demasiada confusão...
Shiuuuu! Só agora... por favor! Preciso de me ouvir para não me perder. Calem-se por uns instantes apenas. (Como conseguem ser felizes no meio desta barufunda? Não, não acredito que consigam. Apoiam-se numa felicidade ilusória.)
Ás vezes pergunto-me, o que valerá mais a pena.
Deverei lutar pela minha paz a tempo inteiro, ou pelo contrário estabelecer uma constante luta contra o mundo, que me faz perder a minha paz...tantas e tantas vezes?
Quem não luta, e quem não perde a paz de vez em quando, não sabe o que é a verdadeira paz, porque nunca esteve em guerra.
Há que saber lutar e conquistar o nosso espaço e convicções.
Isso é difícil, mas não é impossível.
Tira-nos a paz, é certo.
Deixa marcas.
(E porque estou eu a pensar, se pensar também dói?)
Mas só em Deus, descansa a minha alma.
Cansada, de tanto vos ouvir. Sim a vocês, que não sabem metade do significado daquilo que dizem ou sequer do que sentem, se é que sabem o que querem, ou porque estão no mundo?
Pequenez.

10 comentários:

Anônimo disse...

"Felizes os que amam o Senhor,
Felizes os que o procuram de todo o coração".
Esses são capazes de experimentar o deserto no meio da cidade.
Os nossos irmãos precisam de quem saiba e queira fazer esta experiência.
Com amizade
Ir. Ana Cristina

Anônimo disse...

LEMBRATE de k o amor ao proximo e o segredo da nossa felicidade. nao digas mal de ninguem, nao tenhas raiva ,nao cultives odios no teu coraçao. a irritaçao e o odio sao venenos k atacam o figado e descontrolam o sistema nervososo. temos k aprender a revelar e eskecer,para ter o nosso coraçao, em paz.a serenidade e o segredo das vidas longas e felises

gostava k estas palvras fossem minhas mas nao sao de um livrinho de bolso mas a mensagem fica


bjs

Lino

Marco disse...

Gostaria de ter as palavras certas na lingua mas...não, não as tenho pois sou apena uma pessoa de poucas palavras que por vezes penssa nem sábe em quê, mas penssa.

Assim pensso para mim proprio que deveriamo-nos ajudar uns aos outro como Ele o dezejaria.. Se assim fosse não existiriam guerras.

(reli o que escrevi e nem sei como o escrevi)

Caixinha mágica disse...

...

António Valério,sj disse...

O ruído envolve-nos de tal modo que fica difícil não fazer parte dele, mesmo em relação a nós mesmos. Precisamos tanto de tempo de verdade, onde estamos nós e a nossa Vida, onde Deus nos mostra o que a Vida nos dá de mais essencial. ganhar distância, para depois se comprometer com outro olhar. Gostei muito! beijinhos

Ritinh@ disse...

Olá Ir. Cristina..
Essa felicidade dos "felizes" já me contagiou tantas e tantas vezes..!

É tão bom pertencer a essa "marca" da felicidade!

Eu confio..
"Deus quer, o homem sonha, a obra nasce!"

Com amizade
Ana Rita

Ritinh@ disse...

Olá querido Lino!

Tens toda a razão..
O segredo da felicidade não é segredo nenhum, nós é que muitas vezes o encobrimos... e andamos lá por não sei onde!

Obrigada por psrtilhares comigo essa mensagem tão importante...
espero nunca me esquecer dela.. e qualquer gesto que tenha, seja por Amor, e com Amor... e não o contrário!

Ritinh@ disse...

Olá Marco...

Sim, precisamos do amor...
Enquanto houver guerra no amor, não haverá paz no mundo!

Vamos tentar ser nós a mudança que queremos ver no mundo...

Beijinho**

Ritinh@ disse...

Caixinha Mágica...

Sim, eu sei que as reticências são os três primeiros passos do pensamento, que continua por si só o seu caminho...

Às vezes é difícil, bem sabe!

Ritinh@ disse...

Olá António!

Às vezes sinto que é tão difícil não me envolver no ruído, como me envolver...

Penso que depende do sentido que damos ao silêncio... e com que fazemos o ruído :)

Todos precisamos muito do silêncio.. de nos encontrarmos, para depois podermos sair de nós e ir ao encontro do outro...

Obrigada mais uma vez!
Beijinho
Ana Rita