quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Posso?


Bato à porta…
… reparo que está aberta!
Havia luz, muita luz!
Fico surpreendida…
Afinal, sempre esteve!
Porém, nem sempre parei e entrei
Hoje preciso… de estar e estar e estar e estar…
De ser e ser e ser e ser…
Preciso que eu seja…
Preciso de ser como rio que flui,
Que passa e permanece!
Que passa, mas está sempre!
Como tu o és sempre!

Entrei e fiquei…
Descalcei as sandálias e fechei a porta…
Ajoelhei-me diante de ti
Senti-me pequenina diante da tua Grandeza,
Pequenina mas singular!
Indigna de ti,
Mas ansiosa por ti!
Disponível... disponível!

5 comentários:

Marco disse...

Sem mutivação, sinto-me desmotivado. Quando poderiam ser apenas dois sem mim naquele misterioso 19 e 20 o que se irá passar???? fiquei curioso quero saber!!! Como poderei???? (neste caso não posso não posso ir, que por ironia do destino ainda não so dependente de mim próprio,+18 sem motivação..............

Marco disse...

Como diria alguem.....a porta para ele está sempre disponivel e cheia de luz...........

Ritinh@ disse...

Querido Marco..

"A PAZ DE CRISTO ESTEJA CONTIGO"

Ritinh@ disse...

Ele é a ÚNICA VERDADEIRA LUZ!
:D

Ritinh@ disse...

Ele é a ÚNICA VERDADEIRA LUZ!
:D