quarta-feira, 3 de junho de 2009

Desafio :D

“Era um vez uma pequena delicadeza. Isso mesmo: uma pequena delicadeza. Era tão pequena que a maior parte das pessoas nem sequer sabia que ela existia. Ninguém reparava nela, e arriscava-se a ficar debaixo dos pés de toda a gente ou das rodas dos automóveis e bicicletas.

-Viver no meio de gente tão apressada é realmente muito perigoso! – pensava a pequena Delicadeza. – Quando tudo corre bem, ignoram-me; mas quando tudo vai mal, até me calcam. Basta! Vou meter os pés ao caminho e procurar no mundo um lugar onde possa andar à vontade.

Por isso, partiu e vagueou por cidades e países. Muitas vezes, dizia a quem encontrava:
- Que bom tu também estares aqui! Sabes, eu sou a pequena Delicadeza. Por acaso não precisas de mim?
(..)"

E agora? Que tal seres tu a continuar a história?! Sim, tu
mesmo! Tu que estás a ler isto neste preciso momento :D
Força..! Deixa em comentário uma continuação para
a "pequena delicadeza"!

13 comentários:

Dinis Belo disse...

Hey, foste tu que chamas-te?
Ora bem, bom dia,sou o Dinis e já acompanho o teu blog à um tempo xD. Gosto do que escreves, e identifico-me com isso.
Em relação, à pergunta que colocas-t... pois não sei responder xD A delicadeza sente-se perdida, mas também não admira, quando tudo corre bem, todos ignoram a delicadeza, esquecem-se que existe. Também concordo que vivemos todos muito apressados, li um dia "Um dia tem poucas horas, mas uma semana tem muitos dias".
Não consegui responder à tua perguntar mas pelo menos identifiquei-me, sim porque leio o teu blog, sem fazer visitas xD (sim é possível).

P.S: Também gosto do Fernando Pessoa, de tal forma que também já tive como mensagem Pessoal do Messenger "Não sou nada, nunca serei nada, não posso querer ser nada.", a Adriana pode confirmar :)

Anônimo disse...

A delicadeza nos tempos que correm está quase em vias de extinção... por isso é necessário cuidar dela!
Todos gostamos de ser tratados com delicadeza e somos convidados a tratar os outros como gostaríamos de ser tratados...
A verdadeira delicadeza aprendemo-la com Deus. Ele só nos sabe tratar assim, com delicadeza.

Ana Cristina

Alexandre disse...

E eu aqui na bibliteca a visitar o teu blog.

Um beijinho e boas férias (tu agora no shopping e eu à espera das aulas).


Vou ignorar. :)



**

dream* disse...

Coitadinha da menina Delicadeza.
Por onde é que ela anda, sabes?
Talvez eu precise dela... Se a encontrares entretanto diz-lhe pa vir falar comigo!

dream* disse...

oh, ela vai encontrar quem precise dela e ser muito feliz! mas já se sabe que a vida não é facil, e ainda vai ser muito maltratada ao longo dela... Mas se a Esperança não morre (antes dos outros todos), a Delicadeza também não!

Rumores Silenciosos disse...

Então é assim...

"- Olá pequena delicadeza, mas onde estás?
- Aqui, nao me estás a ver?
Então o humano olhou para o botão de uma margarida e viu a pequena delicadeza. Então disse-lhe: - olá! Quem és tu? És tão pequenina e tão bonitinha. Mas pareces-me triste... queres dizer-me o porquê?
A pequena delicadeza apresentou-se e contou o porquê se andar a vaguear por muitas cidades e muitos países. Era uma pequena fada... andava à procura de..."

[bem amiga... esperamos agora que alguem continue a tua história...]

Beijo

Ritinh@ disse...

Olá Dinis!

Muito obrigada pelo teu comentário :D
Fico muito feliz de saber que acompanhas o blogue e que te identificas!

Sem dúvida, que vivemos muito apressados! Neste momento estou a responder-te, mas cheia de pressa :D

Beijinho,
Volta semppre e deixa a tua opinião!
Ana Rita

Ritinh@ disse...

Ir. Cristina!

Vamos cuidar da Delicadeza então!
Vamos aprender com a Delicadeza :D

Com a amizade e delicadeza,
Ana Rita

Ritinh@ disse...

Ahahah querido alexandre!

Gosto de sabe que vais à biblioteca para visitar o meu blog :D

Eu nem por isso fui ao shopping :D
Mudei de ideias, e fui antes à bilioteca, mas à Municipal!

Beijo grande
Ate um dia destes!
Ana Rita

Ritinh@ disse...

Dream...

Precisas da Delicadeza? Acho que ela tambem anseia pelo teu encontro...
Busca mais fundo...
Andarei por perto se precisares de algo!

Beijoooo

Ritinh@ disse...

Querido Anjo!!

Que optima continuação!!
Gostei imenso..!

A delicadeza andava à procura de.... seria de outras delicadezas?

Alguém quer continuar? xD

Beijinho
Ana Rita

Marco Jacinto disse...

Olá extáva explorar mais do teu blogg e ainda não tinha lido exte conjunto de palavras que fazem penssar como por vezes tudo passa tão rápido e enfim..... acabamos por entrar numa rutina, ao lêlo pensai em váris vezes que estáva em Lisboa e acabava por entrar na rotina de correr para tudo, para o metro para o aotocarro enfim.... para tudo..

Sim este também faz pensar como uzar a delicadeza.
O mais diificil é continuar, pois o futuro é incerto por mais que o planiemos.


Gostei de ler mais um dos teus conjuntos de letras e palavras que nos fazem penssar em tanto de nós e do Espirito Santo..

Marco Jacinto

Ritinh@ disse...

Olá Marco :D

Gosto das tuas "Explorações" :D
Tudo passa na Vida..
Apenas os momentos de eternidade ficam..!

è desgastante entrar na rotina, e bastante maçador não conseguir sair dela!
Em lisboa, entao... tudo nos puxa para a rotina! O stress dos transportes publicos, os sinais de transito, e mesmo a pressa dos outros que é contagiante...!

Que a Delicaddeza seja um dos teus ideiais de vida!

Beijinho grande
Ana Rita