sábado, 25 de agosto de 2007

Voltas e Contra-Revoltas


"Partidas e chegadas.
Caminhos que divergem e convergem.
Caminhos que se cruzam em qualquer tempo no Tempo.
Labirintos sem saída.
Teias que se tecem e se desfazem.
Coincidências inacreditáveis.
Felicidade e desgraça.
Virtualidades e realidades.
A Vida é assim."

Persigo aquilo que quero e sou perseguida por aquilo que não quero, ou sem querer ignoro ou nem dou conta. Uma vida troca-me o destino e eu troco-me a mim própria. Tenho certezas sentidas, mas muitas das vezes essas certezas se transformam em incertezas, em tristezas e medos.
Há caminhos que se cruzam, caminhos que me fogem, caminhos que não quero percorrer.....
Alguém me sabe dizer porquê??!!!

4 comentários:

Adriana disse...

Muito lindo e profundo.. Bem, dizer-te o porque da vida ser assim nao sei ao certo.. mas posso dizer k penso k cada momento k passa na nossa vida foi assim nao pk nós queremos, mas pk assim teve de ser, pk alguem o destinou por nós.. e se nao podemos saber o porquê dos porquês, talvez seja pk fazemos parte do porquê. Como seres k somos, nao temos respostas para tudo. Em vez de nos limitarmos a procurar as respostas dos porquês dos porquês, talvez devamos viver apenas a vida.. talvez devamos ocuparmos em sabermos muito, mas nao em sabermos tudo, em olharmos a nossa volta e tentarmos fazer algo k resolva os porquês k nos rodeiam.. porque por trás de um porque vem sempre outro porquê.. os pequenos porquês podem ser resolvidos, mas o grande porquê por trás de todos os outros não.. talvez seja pk, como ja disse, tb nós fazemos parte dele.. Se somos uma paarte do problema, entao tb somos parte da resposta.. e k grande confusao k para aki vai.. mas a vida é assim.. confusa.. Se calhar temos apenas de nos deixar ir, como um grande rio, perseguindo o k keremos e fugindo ao k nao keremos, como disseste.. mas uma coisa é certa.. se nao acontece o k queremos e acontece o k nao keremos, podemos nao saber porquê, mas sabemos k foi assim pk teve de ser.. é preciso perseguir e ser perseguido, lutar por akilo em k acreditamos, viver alegrias e tristezas.. para k, knd chegarmos ao topo da montanha, possamos olhar para trás e ver todo o caminho k percorremos,os altos e baixos, os desvios,os momentos em k estivémos perdidos, aqueles em k pensávamos estar quase a chegar ao topo knd nos deparamos com mais um monte à nossa frente, e outro, e outro, e outro.. vamos ver tudo aquilo porque fomos perseguidos, tudo akilo k perseguimos, tudo o k correu bem e o k correu mal.. e só ai, no topo da montanha, vamos perceber porque é k certas coisas nao aconteceram desta forma, mas dakela.. vamos obter as respostas aos muitos porquês k fizemos ao longo do caminho.. e la bem no cimo, vamos poder contemplar a bela vista, k, à medida k fomos subindo, se foi tornando mais bela.. e finalmente no topo, vamos sentir-nos muito felizes.. mas depois vamos perceber k não há mais para subir.. k a vista não se vai tornar mais bela pk já estamos no topo, k, agora, so nos resta descer.. por isso, ao longo da subida, em k vamos adequirindo conhecimentos e expriência, temos que aproveitar cada momento.. contemplar cada vista, festejar cada alegria e chorar cada tristeza.. sem respostas, sem certezas.. apenas com uma.. a de que, quando chegarmos ao topo, vamos obter as respostas k desejámos saber ao longo do caminho.. pk afinal, se as coisas n fossem desta maneira, mas tivessem sido daquela, se calhar nem sequer teríamos chegado ao topo. a única razao pelas coisas sao como sao é para podermos chegar ao topo.. o caminho, esse, é a nossa vida, e o topo, o k existe depois dela.

Adriana disse...

xiii.., ganda testamento..
e mesmo assim, quando chegarmos ao topo, será k vamos saber o porquê de lá estarmos?? :S
penso muitas vezes nos porquês da vida.. mas, neste labirinto da propria vida cheio de porquês, o melhor é nao pensamos muito.. com tanto porque ainda acabamos loucos.. axo k o melhor é mesmo vivermos.. em x de tentarmos perceber porque vivemos.
Um grande beijo*
vive feliz! =)

Patrícia disse...

Gostei muito do texto...
Mas não te sei dizer o porquê...
Só sei uma coisa que fui aprendendo ao longo do tempo. É que nada acontece por acaso...
Cheguei por vezes a duvidar disto mas aconteceram e ainda acontecem coisas na minha que me fazem realmente acreditar que isto é verdade...

Beijinho*

Rita Henriques disse...

Porquê não saberei dizer.. Também já me interroguei milhentas vezes. Não era tudo muito mais fácil se cada um de nós nascesse com um mapa? Depois só tínhamos de seguir as setinhas, e no final havia um tesouro para cada um de nós, e cada um de nós era feliz! Sonhos vagos este, ehm? Mas como não pode ser, como cada um de nós tem que lutar por aquilo que quer, por aquilo com que sonha, por aquilo que deve alcançar, e seguir...

Cada momento que passamos, cada segundo, foi escrito e pensado para nós. E se há momentos maus, também há momentos maravilhosos na sua quota parte, é assim que as coisas são e devem ser. Se calhar a vida não tinha tanta piada se fosse fácil, não é? Mas é por isso que temos de escolher, de traçar caminhos, de decidir, de optar! As nossas opções tornam-nos mais humanos, ou pelo menos deviam tornar. Nós somos fruto daquilo que escolhemos, pois somos nós que escolhemos..

E quanto às pessoas que se cruzam no nosso caminho? As que vão e vêem? As que batem à nossa porta com carinho, devagarinho e pelas quais nos deixamos embalar? Ou as outras, aquelas às quais decidimos fechar o nosso coração? Tudo isto, todas estas selecções que fazemos, se abrimos ou não a porta, fazem também indicossiavelmente parte da vida e do nosso percurso. Como sabemos se aquela pessoa que se apresenta à nossa frente é de confiança? Como sabemos se lhe havemos de fechar a porta ou não? Às vezes, ou melhor, muitas vezes, podemos estar a fazer uma má escolha, e pode ser demasiado tarde para voltar para trás, demasiado tarde para fazer uma segunda opção.

Quanto às certezas, acho que ninguém pode ter a certeza se estará a ir pelo caminho certo, até, pelo menos, haver algum obstáculo que nos ajude/prejudique. Compreendo essas certezas que se tornam incertas, e que nos baralham, e é aí que mais precisamos da ajuda dos que nos são mais próximos, dos que têm um refúgio sempre aberto para nós e que têm a combinação do nosso cadeado secreto. =)

Acho que já transmiti a minha mensagem, acho que disse tudo o que queria!

Fica bem Ritinha, sabes que se os teus caminhos se cruzarem demasiado podes contar com a minha ajuda. *

Beijão*