quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

3 Reticências...

Hoje, na biblioteca.........

"Está tudo bem, Rita?" - pergunta.
"Sim, sim tudo bem..." - respondo.
"Hum.. estás bem, ou fazes para estar bem?" - pergunta.
"Faz-se para estar bem!" - respondo.


(3 reticências!)

Quem pensar o bem atrairá o bem e será feliz?

11 comentários:

Gargalhada =D disse...

Esperemos que sim... :D

se bem que às vezes pensamos o bem mas sai tudo mal assim à primeira vista... mas, se olharmos com atenção, será que está assim tão mal? se calhar por vezes queremos tanto essa felicidade plena que não conseguimos ver que já somos felizes...

bjinhO* =)

Adriana disse...

3 reticências são 9 pontinhos... :D
ainda bem q pensas positivo! :P
se nao se fizer para se estar bem, provavelmente andava por ai muito mais gente de trombas... e algumas pessoas andam mesmo, nao é...
xD

Marina disse...

Ana Rita:
Pois que não será assim tão simples, mas lá que ajuda, nao tenho duvidas!

Beijinhos Ramadenses para o (meu e teu) Oeste

Ritinh@ disse...

Querida Gargalhada...

"será que está assim tão mal?"
Boa questão!
Se souberes a resposta primeiro que eu, dá uma apitadela :D

Beijinho,
obrigada!

Ritinh@ disse...

Adriana!!

Sim, 3 reticências são 9 pontinhos... Podiam ser mais até, mas desta vez são apenas 3...

Sim, por vezes temos de fazer para estar bem, se bem que seria bem preferível se eestivessemos naturalmente bem...
Mas não quero ser "mais uma" a andar por aí de trombas...
E ao fazer por estar bem... espero que esse bem contagie outros, e outros, e outros (até os que andam de "trombas")...

Beijinho grande, da fada madrinha :D

Ritinh@ disse...

Oi Marina!

Sim, não é mesmo nada simples...
Mas concordo que ajude....

O nosso Oeste retribui :D
Como vai a tua Ramada? Já tem mais habitantes, ou continuas a ser a única? LOL

Beijinho grande!

Joana Ferreira disse...

Pensa positivo, vive positivo...

Nisto sou supersticiosa e acredito naqueles livros de auto-ajuda tipo "Acredite em si", "O Segredo" (apesar de continuar a achar que são uma treta e dizem aquilo que toda a gente já sabe).

...

Mesmo que todo mundo te queira derrotar encara isso não como um infortúnio mas sim como um desafio...Todos os "maus" acontecimentos da nossa vida não são a amostra de que o mundo está contra nós e somos uns azarados. Pelo contrário, são desafios, testes a nossa resistência...e o "mundo" faz-nos isso porque disso precisamos para aprender a sobreviver...

Sofrer dói...Crescer também...

O meu conselho: Nunca deixes de fazer por te sentir bem. Mesmo que custe ter um sorriso na cara quando as lágrimas espreitam...
Ninguém é feliz se não luta por isso, e a luta tem que ser antes demais interior e só depois exterior...primeiro luta com os teus pensamentos, com os teus sentimentos. Mesmo que não sejam aqueles que mais desejes...mesmo que te assombrem o espirito...não deixes que te tirem o sorriso.

Pensa é positivo...

Depois uma montanha há sempre outra maior (mesmo que tenho um enorme vale no meio) :)

Desculpa o enorme texto :P

Bjinhs
Joana Ferreira (a do clarinete...de taize)

Ritinh@ disse...

Olá minha querida Joana :D
É sempre com muita alegria que leio as tuas palavras!
Aparecem sempre na altura certa, carregadas do que ne necessito!

Em relação a livros de auto-ajuda
não ligo muito.. Recebi um no Natal, oferecido pelo meu avô (ele diz que é o unico livro de auto-ajuda que não é "treta".. como confio nele, acredito!), que se chama: "O pensamento de um homem", de James Allen, e que parece ser bastante interessante..

Às vezes é complicado fazer por estar bem... nem sei se será o melhor...
Não deveriamos "estar bem" naturalmente^?

Mas eu não deixo que me tirem o sorriso, pelo menos tento..
E é isso que às vezes dói...
Sabes quando fazemos tudo por um sorriso… que acabamos nós por sorrir na ansiedade do resultado?
Eu sorrio muitas vezes assim.
Sabes quando temos o tempo contado para coisas que nem contamos e paramos tudo por um sorriso?
Eu paro muitas vezes assim.
Sabes quando gostamos muito das pessoas que até conseguimos das coisas mais estúpidas alguma beleza só por um sorriso?
Eu faço muitas coisas assim.
Sabes quando nos preocupamos por qualquer coisa e só acalmamos quando sentimos um sorriso?
Eu preocupo-me e acalmo-me muitas vezes assim.
Sabes quando pela espontaneidade de tudo isto surge o medo de em algum momento termos magoado quem sorri connosco?
Eu tenho medo muitas vezes assim. E penso onde poderei ter errado, onde desenhei a curva errada do sorriso, onde não posso voltar a sofrer porque alguém que gosto não sorriu por mim.
E com tantos sorrisos, em luta(s) tão bonita(s), como é que se pode ser assim e ser triste?
Não, não acho que seja triste. Acho que há momentos em que se esquecem as pessoas dos sorrisos. Nestes momentos tento sorrir na esperança de mais sorrisos e talvez de não mudar…

Beijinho grande Joana...
Obrigada por teres provocado este comentário!

Anônimo disse...

Se me permitem a invasão ...casualmente deparei-me com este blog.
Livros de ajuda? Isso é uma estupidez e imensa parvoice é a forma de ganhar dinheiro ...mais estupida que conheço. Jogam c/ a psicossomática das pessoas e c/ a ignorância. Sabem que mais . Nós não mudamos o nosso destino totalmente mas uma parte dele...abomino esses livros e prefiro perder o meu tempo a ler boas obras. Parecem novelas mexicanas e o D. Quixote atrás de moinhos de vento. Fizeste bem não ler o livro que te deram e tu Joana Ferreira andarás a voar nas nuvens ou eludida com alguma coisa surreal ?

Um beijinho
Pedro Ferreira

Ritinh@ disse...

Caro Pedro Ferreira:
Deparaste-te com este blog, "casualmente".. :D Como se o acaso existisse!

Em relação aos livros de auto-ajuda, é possivel que interfiram com o psicológico... mas também duvido que ajudem nalguma coisa...
Tal como a Joana disse, são uma treta e dizem aquilo que toda a gente já sabe!

És bem-vindo..
Beijinho
Ana Rita

Joana Ferreira disse...

Caro Pedro

Tenho pena que não tenhas percebido a minha referência aos livros de auto-ajuda no contexto do meu comentário. Pela forma como respondeste parece-me que nem o leste até ao fim.

Não, não ando iludida, nem ando a ler livros de auto-ajuda, nem tanto acredito que se me sentar no sofá e fizer força (seja lá de que tipo) me vai cair um pote de dinheiro na cabeça.

Sim concordo contigo quando dizes " Jogam c/ a psicossomática das pessoas e c/ a ignorância.". De facto é mesmo para isso que eles são feitos...controlo e manipulação. Se há pessoas que ficam felizes ao ler isso...então deixá-las ler...não questiono a subjectividade de cada um.

Sim concordo também quando dizes "Nós não mudamos o nosso destino totalmente mas uma parte dele". Na nossa vida existimos o Eu, o outro e o meio...por este mesmo facto não podemos mudar todo o nosso destino porque as acções dos outros irão influenciar a nossa vida, assim como aquilo que o nosso meio nos permite. Assim não controlamos na totalidade aquilo que nos acontece, estamos condicionados.

Sim, como tu, prefiro passar o meu tempo a ler boas obras.

E se ando iludida com algo surreal...bem não andam tantos? E isso faz assim tão mal à humanidade? (e não estou a falar de livros de auto-ajuda e outras coisas do género) Talvez esta seja uma discussão para outra altura...haveria muito que dizer.

Peço desculpa se as minhas palavras não são claras e se não consigo expressar aquilo que realmente pretendo dizer.

Cumprimentos

Joana