sábado, 18 de outubro de 2008

ACREDITAR E AGIR

Um viajante caminhava pelas margens de um grande lago de águas cristalinas e imaginava uma forma de chegar até o outro lado, onde era o seu destino.

Suspirou profundamente enquanto tentava fixar o olhar no horizonte. A voz de um homem de cabelos brancos quebrou o silêncio momentaneo, oferecendo-se para transportá-lo. Era um barqueiro. O pequeno barco envelhecido, no qual a travessia seria realizada, era provido de dois remos de madeira de carvalho.

O viajante olhou detidamente e percebeu o que pareciam ser letras em cada remo. Ao colocar os pés empoeirados dentro do barco, observou que eram mesmo duas palavras.

Num dos remos estava escrita a palavra acreditar e no outro agir.

Não podendo conter a curiosidade, perguntou a razão daqueles nomes originais dados aos remos. O barqueiro pegou no remo, no qual estava escrito acreditar, e remou com toda força. O barco, então, começou a dar voltas sem sair do lugar em que estava.

Em seguida, pegou no remo em que estava escrito agir e remou com todo o vigor. Novamente o barco girou em sentido oposto, sem ir adiante.

Finalmente, o velho barqueiro, segurando os dois remos, movimentou-os ao mesmo tempo e o barco, impulsionado por ambos os lados, navegou através das águas do lago, chegando calmamente à outra margem.

Então o barqueiro disse ao viajante: - Este barco pode ser chamado de autoconfiança. E a margem é a meta que desejamos atingir.

- Para que o barco da autoconfiança navegue seguro e alcance a meta pretendida, é preciso que utilizemos os dois remos ao mesmo tempo e com a mesma intensidade: agir e acreditar.

E tu? Estás a remar com firmeza para atingires a meta desejada?
E, antes de movimentares o barco, verifica se os remos não estão corroídos pelo ácido do egoísmo.
Depois de tomares todas essas precauções, segue em frente e boa viagem.


Eu ja segui....

7 comentários:

Anônimo disse...

Acreditar e agir são condições necessárias para amar e amar é entregar-se!!!
"Completo na minha carne o que falta à paixão de Cristo, em benefício do seu Corpo, que é a Igreja".
(Col 1, 24)
Com amizade
Ana Cristina

Anônimo disse...

Acreditar e agir são condições necessárias para amar e amar é entregar-se!!!
"Completo na minha carne o que falta à paixão de Cristo, em benefício do seu Corpo, que é a Igreja".
(Col 1, 24)
Com amizade
Ana Cristina

Anônimo disse...

ola ana vim visitar o teu blog... e lenbreime d t diser um ola...
ja vi k kontinuas cm os teus pensamentos em alta...
continua...
obrigado pelo acolhimento k nos deste foi muito fixe gostava era d ter falado mais contigo...

agora em relaçao au texto e pena nos sermos constatemente corruidos...mas o melhor da corrusao e kuando o admitimos e tentamos restaurar os remos jumto akeles k nos apoiam...
os remos e a nossa avida sao identicos pois no fim d corruidos sabe nos bem sermos restaurados pela força da amizade...


beijinhos e ate um dia deste


lino bajouca

Ritinh@ disse...

Olaaa Irma Ana Cristina!

Sem duvida... que Amar e Entregar-se!

Existem diversas formas de Entrega... todos os nossos dias podem ser feitos de entregas alucinadas.. sem esperar nada em troca, pondo tudo de nos no pouco que fazemos (e sempre pouco! Nunca fazemos tudo o que podemos!)

Acreditar e agir!!!
Um grande beijinho,
Ate uma proxima,
ana Rita

Ritinh@ disse...

OLa Lino!!
que boa surpresa :)Aparece sempre, os teus OLA'S serao sempre bem-vindos!

Nao precisas de agradecer o meu acolhimento, quando estiveram ca em casa! Fui apanhada de surpresa! Nao estava a contar q a malta de Leiria aparecesse aqui de repente! E isso foi o mais engracado! Obrigado :) Sao uns fixes!

Talvez para a proxima falemos mais... Tem que voltar ca! Na nossa noite de oracao, estao convidados! Aparecam :)

Obrigado pela tua mensagem!

Ate breve!
Fica bem :)

andorinha disse...

mesmo giro o texto...
oh e é bem verdade as vezes queremos agir mas nao acreditamos no que estamos a fazer e o barco nao anda...ou peo contrario, há vezes em que só acreditamos mas falta passarmos à acção! Bem verdade..e quantas vezes por deixarmos de acreditar, a acção por si só nao significa nada e o barco anda à deriva..perdido num caminho qualquer ao qual o barco não consegue encontrar a margem.

continua sempre a escrever!

beijnhos

Ritinh@ disse...

Querida Andorinha!

Ja tinha saudades das tuas palavras "escritas" :)

Volta sempre.// hoje, tambem te agradeo por me ajudares a ACREDITAR, e consequemente a AGIR!
Es alguem imprescindivel, querida!

Um grande abraco..
1
2
3
eheh