domingo, 1 de junho de 2008

Encontro Diocesano dos Adolescentes

De volta a casa, depois de um dia muito bom e ao mesmo tempo muito cansativo!
Hoje, foi o Encontro Diocesano dos Adolescentes na Escola Secundaria da Lourinha (uma escola que me deixou de boca aberta, por ser tão “organizada” e nova).
Partimos de S.Mamede da Ventosa cedo, e iniciamos a nossa viagem com a uma breve oração a Nossa Senhora, para que nos concedesse uma boa viagem.
Chegamos a Lourinha por volta das 9h30, onde já estão muitos grupos de toda a diocese de Lisboa. Eram quase mil jovens, todos com o mesmo Espírito… O Espírito Santo!
O tema so encontro era “Senhor dá-nos sempre desse pão!”. Depois de um breve acolhimento, em que ficamos a saber as paroquias presentes (Estavam lá o Valado, Turquel e Bombarral, ou seja, as meninas que conheci no retiro de Verão, ainda falei com a Irmã Luísa e a Irmã Célia que já não via há muito tempo…quase um ano!), demos inicio a Oração da Manha, onde cantamos alguns cânticos, lemos o Cântico de Daniel (O Louvor das Criaturas), a leitura Jo.20,20, que falava do envio, ou seja, quando nos sentimos enviados, há sempre um momento de medo, o desejo de recusar, de dizer “não sou capaz”. Mas temos que acreditar que se Jesus nos chama, jamais nos abandona! Somos enviados a levar Jesus aos outros, sabendo que não e a nossa sabedoria nem as nossas palavras, mas as d’Ele, que fizemos nossas. Depois das preces, acabamos o momento de oração com o Pai Nosso.
Por volta das 10h30 foi a distribuição das pessoas pelas actividades. Eu tinha-me inscrito para a Equipa de Evangelização de Rua, mas dentro desta grande equipa, ainda estavam incluídas por volta de 10 equipas, ou seja, equipas responsáveis por entregar desdobráveis sobre Jesus, abordar as pessoas que seguem na rua, convida-las para o concerto da tarde e para a missa, e conversar sobre Jesus e as razoes que as levam a ser, ou não católicas. O grupo onde calhei foi o roxo (apesar de pelo meio ter havido varias trocas, acabei por ficar no “destinado”), que se dirigiu para o centro comercial e centro da Lourinha, com o objectivo de abordar as pessoas, para que elas enviassem um email a Jesus, com uma prece, oração, agradecimento, etc.. Uauuuu..estava desejosa de ver a reacção das pessoas, que para mim era difícil de prever! Comecei por abordar quem estava no centro comercial, mas como este era pequeno e estava “as moscas”, decidi ir para as ruas... As primeiras pessoas tenho impressão que pensavam “-Esta rapariga não bate bem.” e olhavam de alto a baixo, arranjando a desculpa do TEMPO e da PRESSA, grandes inimigos que estão intrinsecamente ligados…
Depois da primeira meia hora a tentar “convencer “ o envio do email, la comecei a conseguir, pessoas de todas as idades e feitios, pessoa que me disseram que não acreditavam “em nada”, pessoas que não sabiam escrever “nessa maquina” e ditavam-me pedindo para que eu escrevesse, crianças que agradeciam por Jesus ser Amigo delas, adultos que esqueciam a pressa e deixavam que o tempo parasse por breves minutos… A pessoa que mais me marcou foi um senhor, que consegui convencer a ir la escrever, depois de ter lhe ter “pedido” varias vezes, e ele insistia que tinha o barbeiro marcado e não se podia atrasar, então fui com ele ao barbeiro num instante, avisar que o senhor ia chegar atrasado porque ia enviar um email a Jesus, e de adivinhar a cara dos clientes e do próprio barbeiro, quando vem entrar porta dentro uma adolescente super animada, a dizer que o outro senhor ia enviar um email a Jesus… Bem, depois la fui com o senhor ate ao computador, mas pelo caminho ele foi-me dizendo que não acreditava em Deus, e a contar episódios da sua vida, ao que eu fazia pequenos comentários que o deixavam a pensar… Depois de chegarmos ao computador, eu pedi-lhe para escrever e ele disse que não queria porque n sabia trabalhar com computadores, então sentei-me disposta a escrever o que ele me ditasse! Estava a ver que ia ser complicado.. Comecei a falar com ele, se queria agradecer alguma coisa, ou fazer alguma prece. Ao fim de um dialogo, acabei por escrever as ideias dele… e apercebi-me que a sua opinião tinha mudado completamente!!! Ele ate agradeceu a Deus, por os filhos terem saúde, e pediu para que quando morresse pudesse descansar em paz, no céu, ao pe da mulher que tinha morrido as 40 e ta anos…
Bem, a partir deste facto, estive a manha toda a levar pessoas ao portátil, umas 30… Mas nada como a imagem daquele senhor….
Depois do almoço foi o concerto da banda “Sal da Terra”, que mereceu muitos aplausos nossos, e nesta altura senti-me verdadeiramente estafada, pois fui aliciada para entrar no “comboio” que dava voltas ao pavilhão, e cantar, etc.
As 16h30, o ponto culminante deste dia: A Eucaristia! “Todo aquele que escuta estas minhas palavras e as põe em pratica e como o homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, engrossaram os rios, sopraram os ventos contra aquela casa; mas não caiu porque estava fundada sobre a rocha. Porem, todo aquele que escuta estas minhas palavras e não as põe em pratica poderá comparar-se ao insensato que edificou a sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, engrossaram os rios, sopraram os ventos contra aquela casa; ela desmoronou-se, e grande foi a ua ruína. (Evangelho Mateus 7, 21-27)”.
“Nada e por acaso”, e a homilia assentou-me que nem uma luva (uma vez que por vezes me custa olhar para a dura realidade, para as futilidades que nos são apresentadas)! Afinal..durante estas ultimas semanas, e mesmo durante o dia de hoje, deparei-me com situações que me “chocaram” verdadeiramente, talvez ate pessoas que me desiludiram, através do seu comportamento…
Afinal, o que nos torna felizes? Esta na voga ouvir dizer, que e feliz quem faz o que quer, quem transgride, quem toma uns copos, uma drogas e curte “all night long, estes SIM, são verdadeiramente felizes! Será assim? Claro que não!
Será que isto nos torna felizes? Não será antes uma ilusão? Não seremos, SIM, felizes se vivermos rectamente, seguindo o exemplo que Jesus nos deixou? Não seremos assim verdadeiramente LIVRES, uma vez que não estamos presos a nada capaz de provocar o mal que não nos liberta?
Depois, o Senhor Padre pediu para rezarmos por duas pessoas muito importantes, o nosso catequista e o nosso Prior, que nos ajudam a chegar a Deus. Ah, quanto a mim, esqueceu-se de pedir para rezarmos também pelo nosso Prof. de EMRC (imprescindível!), mas eu fiz a minha parte…
Durante a Eucaristia, foi-nos proposto que nos recordássemos de 3 pessoas, apenas 3 amigos que não estivessem lá e com quem nos quiséssemos tomar o Pão do Senhor, e que também elas fossem “atingidas” por este AMOR! Eu pedi pela M, S e A.
Assim, terminou este grande dia, com um grande aplauso para todos os que estiveram presentes!
Também eu me despeço, as horas já lá vão, e eu ainda tenho que preparar as apresentacoes orais desta semana! Quatro apresentações orais, dois testes, fora as outras actividades e coisas que me comprometi fazer
Decidi partilhar esta experiencia, para a proxima irao ainda mais jovens!
Beijinhos e uma boa semana

6 comentários:

Pedro Fernandes disse...

Também quero o email de Cristo... Assim também lhe poderia mostrar o que um jovem sente quando vê alguém alegre por O sentir... E infelizmente o que também sente quando muitos e (espero estar enganado nisto) estão vazios exactamente por não O sentirem... Não sentirem o Seu AMOR... Sobreviverem com coisas terrenas, futeis e que só "servem para alegrar o momento, porque não é preciso estar preocupado com mais nada porque os nossos pais pagam o resto" (isto é uma citação de uns ditos de vários jovens conhecidos meus a quem eu tenho tentado mostrar o caminho de Jesus) ou então "esquecer os meus problemas, como por exemplo a exigencia que os pais fazem para eu passar de ano na escola, ou porque uma tal rapariga me deu uma tampa para ir curtir com outro..." Estas opiniões são cada vez mais generalizadas entre os jovens, principalmente aqueles que não têm uma educação cristã, ou vida em casa de comunhão com os pais, ou até as duas coisas... Mas acredito Rita... Pessoas como eu e tu podemos não ter o poder de mudar todo o mundo, mas podemos mudar o mundo de muita gente...

Beijos Fofos...

Anônimo disse...

concordo com esse rapaz! e Rita:

" A pessoa que mais me marcou foi um senhor, que CONSEGUI CONVENCER a ir lá escrever, depois de lhe ter "pedido" várias vezes..."

como disseste foste tu! Somos livres! Apesar de poder ter sido essa a vontade de Deus.

O texto está bué giro.

beijinhosss
andorinha

Anônimo disse...

O QUE É MAIS IMPORTANTE?

AMAR ( )

ADORAR ( )

GOSTAR ( )

LOUVAR ( )

VENERAR ( )

VOMITAR PERANTE ESTE BLOGUE NOJENTO (X)

Anônimo disse...

"Bemaventurados os que são perseguidos e ridicularidados porque deles é o Reino dos céus"
"Coragem e confiança"
Com amizade fraterna
Ir. Ana Cristina

Patrícia disse...

Foi bom voltar a ver-te, ainda bem que existem estas actividades para que nós não possamos perder o contacto.. :D

Beijinhos*

Anônimo disse...

Chorrei a ler o texto é verdade.
E até tive que respirar profudamente para escrever o comentário.
Rita é mesmo tão bom haver pessoas como tu.
Espero que o senhor ao qual mudaste a sua opinião, também recorde o momento que passou contigo, como tu recordas e até pense que és um "anjo" enviado.
Já me tinhas contado a história mas ao ler o texto imaginei cada momento, e emocionei-me.
E a parte das futilidades e das disilusões, infelizmente é tão verdade e tantas vejes sinto isso e fico tão triste.
Continua em frente e sem medos, pois tens tido pequenas recompensas, e mais tarde será uma mão cheia.Apesar de graças a Deus fazeres tudo por amor e sem quereres nada em troca.

Tinha acabado de ler e fui para te escrever o comentário e o que mais me socou foi este comentário:
"O QUE É MAIS IMPORTANTE?

AMAR ( )

ADORAR ( )

GOSTAR ( )

LOUVAR ( )

VENERAR ( )

VOMITAR PERANTE ESTE BLOGUE NOJENTO (X)"

Como é possivel alguém dizer isto?
é muito triste, mas nunca mudaremos todas as pessoas não é verdade?
A paz esteja sempre contigo.
Um grande abraço com carinho. Admiro-te imenso, ainda bem que te encontrei!

sofia*