sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Regresso... como criança no Teu colo de Mãe

Começo por pedir desculpa aos que costumavam vir aqui diariamente. Tenho gerido o tempo e as ideias, de uma forme um pouco diferente. Ando em busca da Verdade... com tudo o que isso implica e supõe. Por entre silêncios interiores e exteriores busco a Verdade mais genuína.

Caminho agora mais devagar, saboreando momentos antigos, sorrindo a cada lembrança: sonhos tornados realidade, momentos eternizados, e tantas coisas que nunca sonhei, mas que se revelaram tão importantes quanto os sonhos sonhados!
Passou exactamente um ano desde o último dia em que escrevi neste cantinho… Nesse dia, não previa como me iria encontrar hoje, nem onde… É bonito reconhecer os passos dados, olhar para trás e ver uma menina que apenas procurava ter a certeza de percorrer um caminho com sentido - crescendo, transformando-se… tornando-se em alguém que hoje, passeando pela praia e, ao olhar o mesmo mar que outrora olhava enquanto menina, sente a paz, o amor e a alegria de quem se entrega e vive plenamente a vida.

É incrível ver que tudo é preparado com tanto Amor!

"tu amas-me mais do que estes?" (1/05/11)
Desde então, tem sido uma corrida alucinante..!


Hoje… “O meu coração vibra com uma ideia feliz…” Sim, estou feliz... Sou feliz por me saber a viver aquilo que tenho de viver no tempo em que tem de ser vivido... :)
Hoje, depois de uma experiência de 8 dias de EE, de um ano na Universidade, de tantas partidas e chegadas, de olhos postos em Ti, seduzidos, encantados, extasiados… quero viver sem pressas e sem ansiedades... Viver com a máxima entrega e, apesar do medo, com confiança.

Este foi um ano de muitos saltos, Existi! Vivi! Corri, abracei, vibrei de emoção, chorei até me arderem os olhos, dei gargalhadas fortes, toquei o Amor, abandonei-me, confiei-me como a criança no colo da Mãe, servi, pequei, interroguei muitas vezes, meditei, saltei, amei de verdade, tive medo, recolhi-me… Existi! Vivi!
Sendo fiel no que é pequeno, num caminho de escuta e intimidade, sou feliz!


Posso não saber que memórias passadas estão ainda para ser vividas, e muito menos quais os momentos do presente que ganharão a forma de memória eternizada, mas sei reconhecer o brilho no olhar, ou o aperto coração, que faz reconhecer a importância de um momento, seja ele presente, passado ou sonhado!...


Aqui estou, como criança no Teu colo de Mãe <3

17 comentários:

Alexandre disse...

Saudades tuas! Beijinho

Marco Jacinto disse...

Como é belo voltar, e ler;
Ler o que é inimaginavelmente,belo, verificar que o crescimento da "menina", é visível, com palavras tão profundas, que têm de ser relidas, por tão profundas serem.


Agradeço; ó Nosso Deus, por nos permitires tão belas construções de palavras.

abelhinha disse...

É impressionante como és tão especial e como tocas cá dentro!

Abelhinha disse...

És tão especial borboleta!
aquece o meu coração ler estes textos tão belos*

Ritinh@ disse...

Alexandre... que bom lembrar-te! Como estás? Também tenho saudades de rir contigo ;)
Beijinhos!

Ritinh@ disse...

Marco ;) e tu estiveste presente nalguns momentos de crescimento da "menina"!
Também agradeço a tua vida!
Beijinhos!

Ritinh@ disse...

Abelhinha ;)
"El alma que anda en amor, ni cansa ni se cansa" <3

Anônimo disse...

O nosso crescimento acontece na medida em que nos aproxima-mos do Senhor e lhe reservamos espaço na "mansão da nossa Intimidade"
Continua a crescer para o Senhor que é a Fonte de toda a Felicidade.

Sónia pddm disse...

Que bom, voltaste! Parabéns!
Bom caminho :)

Ritinh@ disse...

Quero crescer mais e mais :)
Obrigada "Anónimo"

dream* disse...

Rita, continua sempre a dar os teus testemunhos! São sempre tão valiosos... É bom ver que mantens sempre toda essa alegria de viver. Obrigada por fazeres parte da minha vida!

Beijinhos, minha fada madrinha!:)* <3

Ritinh@ disse...

Ir.Sónia :)
Conto consigo para me ajudar no caminho! Obrigada*

Ritinh@ disse...

Amora* Dream* Afilhada*
Contigo, aprendi a testemunhar!
"Alegrai-vos, sempre!"
Beijinhos!!!

M Inês disse...

"Sendo fiel no que é pequeno, num caminho de escuta e intimidade, sou feliz!", gostei de todas as tuas palavras, mas esta frase tocou-me especialmente, é preciso tão pouco par sermos felizes, mas por vezes é necessário tanto para percebermos isso. Obrigado por tornares essa descoberta mais fácil <3

Ritinh@ disse...

Querida M.Inês :)
Que alegria a tua presença neste meu cantinho <3
Obrigada pela tua partilha que tanto enriquece este espaço!
Abraço na Mãe :)

Caixinha mágica disse...

Este blog tem um nome que não corresponde nada à realidade.. se isto é só "um pouco mais", então de fosse muito nem quero imaginar o que seria..

Ritinh@ disse...

Caixinha Mágica (confesso que já tinha saudades de escrever estas duas palavras!):
É capaz de arranjar um nome melhor? ;)