domingo, 28 de setembro de 2008

Crise de Identidade...

Alguma vez vos aconteceu interromperem tudo o que estão a fazer, e sem saber porque, agarrar num papel, e numa caneta, e dirigir uma carta a alguém?

Escrevem, escrevem e continuam a escrever…e no final de tudo, contam as páginas, lêem o teor da mensagem, e não se reconhecem a vocês próprios!

E no fim, era uma vez uns trabalhos de Economia que vão ficar para o almoço de amanha…

3 comentários:

Pedro Fernandes disse...

tanto pode dar para escrever como para ir dar uma volta... Quantas e quantas vezes me vi assim como que por acaso na praia a olhar para o mar, para o infinito das coisas, sem olhar ao tempo nem ao que está a volta... Ali a unica coisa que interessava era a minha presença... a minha presença junto de Deus... nada mais tinha significado ali... nem o tempo... nem o espaço--- nem o som.... A paz que sentimos é incrivel e parece que ganhamos uma nova força para trasmiti-la a toda a gente...

Um Beijo

Ritinh@ disse...

"Quantas e quantas vezes me vi ASSIM COMO QUE POR ACASO na praia a olhar para o mar"

Sera que foi por acaso, Pedro? :)

Tudo tem significado... ate o tempo, o espaco e o som... TUDO!
Quanto a paz...e mesmo incrivel!

Mas, deu-me para escrver... nao tenho carro para ir ate a praia! eheh

Beijinho, ate dia 18**

Marina disse...

Ja me aconteceu. Ja escrevi muito.
Já escrevi coisas que pensei que nunca iria escrever para ninguem.
E (quase) sempre me arrependi...
:-(
Continuo a preferir a praia!
Um dia hei de ir la contigo. Um dia...
Pode ser dificil mas esse dia esta prometido!!!