domingo, 24 de agosto de 2008

Anda a Caminho da Luz

“Nunca me canso de escrever a tintas de ouro a palavra confiança: o Senhor acode sempre a quem n‘Ele confia.” Luiza Andaluz

No dia 19 de Agosto, lá estávamos nós, no Entroncamento, preparados para dois dias a ANDAr a Caminho da LUZ!
Começámos a caminhada, com a certeza de que:
Da nossa Estrada, Ele é a meta!
Das nossas dúvidas, Ele é a resposta!
Da nossa sede, Ele é a Água Viva!


Ao longo deste dia, percorremos um pouco do trajecto que Luiza Andaluz (Fundadora da Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima) fazia, e fizemos um pouco de Evangelização de Rua!
A primeira proposta em pares, consistia em escolhermos a pessoa que menos conhecêssemos, e fazer a primeira parte da caminhada com ela, conversando um pouco acerca de nós, do que nos levava a estar ali, etc… Foi bom falar contigo Susana! Obrigado por todos os esclarecimentos acerca do “Percurso Académico” (tal como lhe chamamos!).

Depois de um almoço partilhado, da molha da Irmã Ana Cristina, do jogo que acabei por não saber qual era, e do tempo que me obrigaram a esperar, e eu paciente, lá obedeci, e no final era brincadeira… :) chegou o momento de encontro mais intimo com Ele, de escuta e reflexão! E que doce momento! Que diálogo enriquecedor!
Chegava a altura de partilhar com outra pessoa, a forma como rezávamos, como nos sentíamos, o que nos era transmitido, etc… Oh Senhor, como é difícil às vezes passar isto para palavras! Oh Irmã Ana Cristina, apercebeu-se não foi?

Mas, durante aquele tempo de reflexão e escuta limitado a 45 minutos, o Senhor “apanhou-me” parada e dirigiu-se:
E se EU agora te quisesse pedir mais do que me tens dado, o que poderia esperar de ti?
Sabes, pergunto-te isto porque finalmente te apanho parada! E bom ter-te aqui assim, parada... Há quanto tempo..
E se EU agora te quisesse pedir mais do que me tens dado o que estarias disposta a dar-me? Sabes bem que não quero “coisas”. Quero-te a ti! Porque te amo.
Mas não te roubo de ti própria! Só tenho de ti o que me deres.
Vá lá…Sejamos sérios! Quero viver contigo uma relação de verdadeiro Amor, e para isso temos que ser verdadeiros um com o outro desde o princípio.
De que projectos da tua Vida serias capaz de abdicar por mim?
E que projectos serias capaz de sonhar comigo?
Deixas-me sonhar contigo?
Ate onde me deixaras levar-te?
Será que tens que ser sempre tu a decidir a direcção dos passos que damos juntos?!
Quando me darás mais espaço para poder ter iniciativas na tua Vida?
Não te faço mal, ainda não entendeste?!
Estas disposta a arriscar alguma coisa por causa de Mim?
Tens coragem de colocar a ti própria perguntas e duvidas em meu Nome?
Tens a ousadia de te deixares por em causa por mim?
Gostava de ir mais longe contigo…
Gostava que saíssemos desta monotonia morna em que me das sempre apenas umas migalhas do teu amor e da tua atenção, mas nunca me pões realmente nas mãos o destino dos teus dias!
Procura alguém que viva em profunda intimidade comigo e pergunta-lhe se alguma a deixei mais triste, pobre ou infeliz!
Nunca fiz mal a ninguém…
Seguir-me nunca conduz ao vazio, e amar-me nunca acaba em fracasso. Tem e que ser em Verdade!
Vá lá, diz-me o que posso esperar de ti?
O que posso esperar mais de ti?
Amo-te demais para desistir de ser teu inteiramente!
Mas, para isso, tens que querer ser minha também.
O que posso esperar de ti?...”

A resposta não tardou:
Senhor, Senhor que queres que eu faca?
Agradecemos-Te Senhor estares connosco, fazeres parte do nosso caminho.
Se sempre a Estrela que nos guia.
Dispõe o nosso coração para fazer sempre e só a Tua vontade.
Amen.”


Irmã Ana Cristina- Rita, queres mesmo por o “sempre” e “só”?
Rita- Sim, quero!
Irmã Ana Cristina- Tu e que sabes! Nunca te esqueças…

A caminhada continuou, chegou a altura da Evangelização de Rua, dar a conhecer as pessoas Luiza Andaluz, falar um pouco com elas, e entregar-lhe o “Ressonâncias” (Jornal da Congregação). Desta vez, a companheira foi a Ana Isabel (…e que grande companhia! Agradeço a mensagem de ontem, o convite, os sorrisos e as conversas!).

A noite chegava, a vontade de Andar a Caminho da Luz permanecia, os sorrisos gerais, de quem estava com Ele, o cântico: “O Senhor e a minha forca, ao Senhor o meu canto. N’Ele esta a salvação, n’Ele eu confio e anda temo, n’Ele eu confio e nada temo!”

A frase tantas vezes dita: “Estamos quase a chegar, e já ali! Olhem as luzes!”
A Irmã Teresa que olhava para a Lua, e reflectia como o Senhor era mesmo bom, dava-nos de dia o Sol, e de noite a Lua, para podermos sempre caminhar com a Sua Luz!
A Ana Isabel que so perguntava quantos quilómetros faltava, e ponderava a hipótese de continuar o resto do caminho sob pneus! Avistava as luzes, sempre longe… e chegava a conclusão de que quando se aproximava dois passos, elas afastavam-se dois passos. Caminhava dez passos, e o horizonte corria dez passos adiante. E a frase : “Estamos quase a chegar, e já ali!” existia para que ela não deixasse de caminhar….
A Adriana, já cansada, mas a pedir-me um novo cântico, e que eu não parasse de cantar!
A Irmã Elisabete, que comigo lhes dava forca para continuarem, através de uma palavra amiga, ou ate mesmo de um empurrãozinho!

E assim chegamos, ao local acolhedor onde íamos passar o resto da noite… Com a certeza de que nos queríamos lançar!
“Quero lançar-me!!!”


20 de Agosto- Celebração do 35º Aniversário da Morte de Luiza Andaluz.
“A SUA LAMPADA NÃO SE APAGA”
Estivemos na Igreja da Graça, em Santarém, onde Luiza Andaluz tinha sido baptizada, e ali, fomos convidados a reflectir sobre o que tínhamos feito com o nosso baptismo até agora, e escrever uma carta a Jesus, uma carta de compromisso de força e de ousadia de "remar contra a corrente", de "marcar a diferença" que Jesus propõe: de ser instrumento de Amor e de Paz, e com isto, marcar a nossa impressão digital na “plaquinha”.

A minha carta, esta religiosamente guardada… :)

A visita ao Centro das Crianças acolhidas pelas Irmãs, o almoço feito pelas Irmãs, o sorriso delas, a sempre boa vontade e boa-disposição! Como e contagiante! Benditas sejam elas, mulheres de amor!

Infelizmente, já não me posso alongar mais, apenas mais uma palavrinha de “Até Breve”, lá nos veremos em Novembro no “Intra e Vê”!!! Mais novidades, brevemente em www.luzesnocaminho.blogspot.com

Com amizade,
Ana Rita Libório

PS- A demora do texto ao ser publicado, deveu-se à minha ausência… Estive no Algarve sem Internet, dei bons mergulhos! Estava óptimo!
Um beijinho para todos, e deixem-se possuir por aquilo que é Essencial na vida: um mergulho diário em Deus!

15 comentários:

Bruno Custódio..... disse...

Palavras Muito profundas.....

ADOREI!!!!


ELE está e sempre estará no meio de nós!!!!!

Obrigado pelo teu comentário


PS- quando escreveres sarcasmos nos teu comentários, avisa...porque isto não é pequeno...xD





bjinho ******

Bruno Custódio..... disse...

xiii fui o primeiro a comentar......

Bruno Custódio..... disse...

na tenho mai nada que fazer.....



mas va vou fazer ówó.......


e a adriana mandou-me agora uma sms a dizer que tmb vai.....

xD



va talvez faça mais um comentário

Bruno Custódio..... disse...

xD



xau xau boa noite......


bjo

Adriana disse...

ta mt giro, e enorme, como sempre!
;as plo menos contaste quase tudo o que se passou... Sim, pois tudo n dava para contar!
Beijinho!*

P.S. Olha q o jogo existe mesmo, e eramos mesmo para fazer! Só q depois n houve tempo e brincámos um bocadinho contigo.. =/
ehehhe! toma toma! =P

Bruno Custódio..... disse...

pois brincaram foram maus!!!!


se não fosse eu tadinha de ti pah

ficavas la o resto do dia


xD

Ritinh@ disse...

Pois foi Bruno....tadinha de mim :)

O=brigado!

Anônimo disse...

Olá Rita
Que bela partilha... O desafio profundo é deixar que as Palavras se tornem realidade e é possivel quando não fazemos este caminho sozinhos, mas o fazemos com Jesus. Talvez esta seja a aventura mais bela da vida... Viver ao ritmo do coração de Deus e saborearmos o seu amor por nós.
Com amizade
Ana Cristina

Ritinh@ disse...

Irma Ana Cristina:
Sim! Sem duvida, que é a aventura mais bela da vida! Como dizia Jesus, e estava na sua t-shirt =)
«Se alguém quiser seguir-Me, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-Me.»

E eu, tenho que aprender a viver ao ritmo do coração de Deus... às vezes a pressa da vida e do mundo, o stress de que estou cansada, leva-me a acelerar o ritmo...

Agora, na simplicidade da Comunidade de Taize, decerto que vou saborear melhor o Seu amor por nós...

Com amizade,
Ana rita

Marina disse...

Ana Rita, finalmente! =)

So quero que saibas que mesmo enqt nao estas por ca, eu n me esqueco de ti.
E ja cumpri no meu cantinho o q te prometi! ;-)

Ate breve!
Que aproveites bem a tua viagem.
Que tenhas um bom regresso.
E que nos encontremos mais vezes na nossa cidade!

Beijitos

Ritinh@ disse...

Obrigado obrigado Marina!

Sim, temos que nos encontrar brevemente!
Sempre que vieres ca avisa!

Beijinho grande****

andorinha disse...

que texto!! bolas, está lindo!

Adorei a parte da reflexão dos 45 minutos em que partilhaste o que sentias que Deus te estava a transmitir. Mas esse "sempre" e "só" é bastante forte (grande responsabilidade).

Gostei mesmo muito do texto

beijinhos

Susana Pereira disse...

Olá, olá... só agora vi o teu "pequeno" Rita!
Está muito profundo e fico feliz por teres gostado de conversar comigo, eu tb gostei de conversar contigo.


Espero que todos tenham tido umas boas férias....

... e que regressem às aulas cheios de força.

Já agora peço que rezem por mim,
dia 25 de Setembro vou fazer oexame final em Madrid por volta das 9h.

Um grande beijinho!!

Ritinh@ disse...

Andorinha:
Obrigado por tudo!

Volta sempre***

Ritinh@ disse...

Ola Susana!
OBrigado por teres aparecido aqui pela blogosfera :)

Sim, vou rezar por ti, vou ja por na agenda, porque senao, do modo como isto vai agora, esqueco-me!
Boa sorte!!!

As minhas aulinhas comecam amanha!

Obrigado!